Refrigerantes entopem o coração

post petterson refri

Pesquisadores da Coréia do Sul estudaram a correlação entre cálcio nas artérias coronárias e o consumo de refrigerantes. As artérias coronárias são aquelas que levam sangue para o músculo cardíaco, e, quando ficam obstruídas, causam infartos. Normalmente estas artérias não têm cálcio, e a presença desse mineral em suas paredes indica que já iniciou o processo de entupimento.

22.000 adultos foram analisados, tendo, entre diversos outros fatores questionados, relatado a frequência e quantidade de refrigerantes que consomem. Todos eram livres de doença cardíaca conhecida, e realizaram um exame para medir a presença de cálcio nas artérias coronárias. Em média, as pessoas participantes do estudo tinham 40 anos de idade.

Os indivíduos responderam um questionário de 106 itens sobre sua alimentação, e, neste estudo, não foram diferenciados os refrigerantes normais dos diets ou lights. Em média, os participantes do estudo consumiam 1,2 doses de refri por semana, sendo que 30% não consumiam esta bebida. Apenas 5% consumiam mais de cinco doses por semana.

Os resultados mostraram que em 11% dos participantes já havia cálcio nas coronárias, e aqueles indivíduos que consumiam cinco ou mais refrigerantes (porções de 200 ml) por semana tinham 70% mais chance de apresentar calcificações nas coronárias. Estes resultados foram controlados para uso de cigarros, presença de hipertensão, colesterol, outros fatores na dieta, etc.

Os pesquisadores concluem que o consumo elevado de refrigerantes está associado com maior prevalência de calcificações nas artérias coronárias em adultos. Vale lembrar que é um estudo observacional, sujeito a erros. O ideal seria “sortear” 22.000 pessoas mais jovens, sem cálcio nas coronárias, para beber refri regularmente ou não beber nunca, e depois de 10-15 anos, reavaliar sua saúde. Evidentemente, esse tipo de estudo ideal nunca foi, e provavelmente nunca será feito.

Assim, o resultado deste trabalho soma-se a diversos outros indicando que o consumo de refrigerantes deve ser abolido se a intenção for preservar a saúde do indivíduo.

Fontes:

http://www.medscape.com/viewarticle/862422

http://www.ahjonline.com/article/S0002-8703(16)30023-0/abstract


Comentários

Deixe um Comentário