Maior chance de câncer em filhos de pais mais velhos?

cancer

Esta associação foi demonstrada para câncer no sangue. É o que indica trabalho recém publicado por autores de Atlanta no Jornal Americano de Epidemiologia.

Há 3 tipos básicos de câncer no sangue: leucemias, linfomas e mielomas. Ao contrário de outros tipos de câncer, poucos fatores de risco já foram identificados para estes tipos de neoplasia. Assim sendo, os autores analisaram os dados de quase 140 mil participantes do Estudo de Prevenção de Câncer da Sociedade Americana do Câncer; estes participantes,em 21 estados norte-americanos, vêm sendo acompanhados desde 1992, e 2532 deles desenvolveram câncer no sangue durante o acompanhamento.

Os autores constataram que o surgimento de câncer no sangue é 31% mais comum em pessoas cujo pai tinha mais de 35 anos de idade na época do seu nascimento.  A idade da mãe não influenciou no desenvolvimento destas neoplasias, somente a idade do pai.

O outro achado interessante deste estudo, e inesperado, foi que o risco de câncer era maior ainda entre aqueles que não possuíam irmão(s); filhos únicos de pais acima de 35 anos de idade apresentaram 64% mais chances de desenvolver câncer no sangue do que aqueles que possuíam pelo menos um irmão e nasceram de pais com menos de 35 anos de idade.

Os autores arriscaram possíveis explicações para os achados: pais mais velhos teriam espermatozoides com mais danos genéticos causados pelo envelhecimento; estudos anteriores já mostraram que esse efeito é muito mais intenso em homens do que e em mulheres.

A explicação para a maior incidência de câncer em filhos únicos seria a “hipótese da higiene”, segundo a qual crianças com irmãos têm exposição muito maior a pequenas infecções durante a infância, que por sua vez “turbinam” o seu sistema imunológico em desenvolvimento, protegendo contra a ocorrência de câncer mais tarde.

Seja como for, as associações encontradas são muito fortes, porém tratam-se de fatores de risco que não podem ser modificados depois de detectados; então, pessoas sem irmãos que nasceram de pais mais velhos podem intensificar as medidas que reconhecidamente protegem contra o surgimento de câncer, como não fumar, manter-se fisicamente ativo e com peso corporal normal.

Fontes:

http://aje.oxfordjournals.org/content/early/2015/05/07/aje.kwu487.short?rss=1

http://www.medscape.com/viewarticle/844684


Comentários

Deixe um Comentário