Leite causa câncer?

midia-indoor-ciencia-e-saude-leite-bebida-saudavel-alimento-alimentacao-vitamina-cafe-da-manha-dieta-boa-forma-nutricao-copo-amamentar-amamentacao-bebe-1270669427176_956x500

Muitos comentários e páginas da internet defendem a ideia de que consumir leite (não humano) não é recomendado, e que esta bebida tão difundida estaria por trás de dezenas de doenças modernas, especialmente câncer de pulmões, mamas e ovários.
De fato, até cerca de 12.000 anos atrás, o único leite consumido pelo ser humano era o leite materno, na infância. A introdução do leite de outras espécies em nossa alimentação, especialmente o bovino, trouxe uma nova e importante fonte de calorias e contribuiu muito para a multiplicação da raça humana. Porém, muitas pessoas perdem a capacidade de digerir o leite após a infância, são os indivíduos portadores de intolerância à lactose. Nestes casos, o leite e seus derivados tornam-se indigestos, e tais pessoas acabam por evitar sua ingestão.
A fim de esclarecer se a ingestão de leite bovino está ou não associada à ocorrência de câncer, um interessante estudo sueco foi publicado na revista Nature. Os pesquisadores J. Sundquist e K. Sundquist  resolveram conferir se as pessoas com intolerância à lactose sofrem menos de câncer do que as outras. Então cruzaram as informações do Registro Sueco de Câncer com diversos registros de saúde suecos que guardam informações, entre outras, a respeito da intolerância a lactose. Foram localizados 22.788 com intolerância a lactose, e o cruzamento de dados mostrou que estes indivíduos têm 45% menos chance de sofrer de câncer de pulmão, 21% menos de mama e 39% menos de ovário. Já os irmãos e pais das pessoas com intolerância a lactose, não sofrendo desta intolerância, tem o risco usual para estes tipos de câncer. Assim, os autores atribuíram a menor incidência de câncer nas pessoas com intolerância à lactose à ausência de consumo de leite e derivados.
Ou seja, surge uma forte evidência de que o consumo prolongado de leite bovino realmente está associado ao surgimento de alguns tipos de câncer. Infelizmente, este tipo de estudo não pode estabelecer o mecanismo de causa e efeito, porque outras variáveis podem estar causando confusão; por exemplo, quem não toma leite talvez consuma em maior quantidade algum outro produto, que protege contra o câncer.
De qualquer forma, aqueles que condenam o consumo de leite por adultos agora encontraram uma base científica no mínimo importante para continuar defendendo suas ideias.

Fonte: http://www.nature.com/bjc/journal/vaop/ncurrent/full/bjc2014544a.html


Comentários

Deixe um Comentário