Beber pouco líquido está associado à obesidade

agua

Existe uma noção básica a respeito de nutrição dizendo que quem bebe mais água sente menos fome e come menos. Daí a tendência para os profissionais da saúde recomendarem a ingesta regular de água ao longo do dia com a intenção de emagrecimento.

Mas será que beber água traz mesmo uma redução de peso?

Para tentar responder esta pergunta, pesquisadores norte-americanos utilizaram uma estratégia inteligente: mediram a osmolaridade da urina de uma amostra da população; quando a pessoa bebe muita água, urina mais água, portanto a urina fica mais diluída (menor osmolaridade); e o contrário também é real: bebendo pouca água (desidratação) a urina fica mais concentrada, maior osmolaridade.

Os pesquisadores, de Michigan, utilizaram a base de dados NHANES de 2009 a 2012, com mais de 9500 indivíduos catalogados, onde, além da osmolaridade da urina, estavam também registrados peso, altura, idade, presença ou não de diabetes, uso ou não de diuréticos, entre outras variáveis. Pacientes em uso de diuréticos foram descartados, devido a uma alteração artificial causada na osmolaridade da urina.

Considerando-se ingesta insuficiente de água quando a osmolaridade estava acima 800 mOsm/kg, os cientistas verificaram que 32% dos indivíduos estavam “desidratados”.  A chance destas pessoas menos hidratadas serem obesas foi 59% maior comparada aos indivíduos com osmolaridade normal (adequadamente hidratados).

Estes resultados mostram uma correlação entre estar pouco hidratado e ser obeso, o que vai de acordo à recomendação usual de beber muita água para não engordar. Porém, os resultados deste estudo não conseguem mostrar causa e efeito, ou seja, não podemos determinar se beber pouca água deixou estas pessoas obesas ou se elas bebem menos água que deveriam justamente por serem obesas, já que um obeso necessita de mais água do que uma pessoa de peso normal.  Outra explicação plausível é a de que o consumo de alimentos ricos em água, como frutas e verduras, está associado a menor ganho de peso, e, igualmente, melhor hidratação, devido à agua contida intrinsicamente nestes vegetais.

Os autores concluem que essa associação entre hidratação inadequada e obesidade não havia sido descrita previamente em nível populacional, e sugerem que água, como um nutriente essencial, talvez merecesse mais foco nas pesquisas a respeito de obesidade.

 Fonte: http://www.annfammed.org/content/14/4/320.full


Comentários

Deixe um Comentário