AFINAL, ÁLCOOL É BOM OU RUIM PARA SAÚDE?

aaa

Beber álcool faz mais mal do que bem, ou é o contrário? Esta questão ainda existe em 2017 porque, para respondê-la de maneira inquestionável, seria necessário um empreendimento inviável: sortear um grande número de jovens para 2 opções: beber álcool regularmente ou nunca beber álcool na vida; após algumas décadas de acompanhamento destes voluntários, saberíamos medir os efeitos da bebida na saúde destas pessoas.

Como um experimento desta maneira não pode ser feito, existem inúmeras análises prospectivas e retrospectivas publicadas, nas quais pessoas são entrevistadas a respeito do seu consumo habitual de álcool, e seu estado de saúde registrado; neste caso, porém, não é possível descartar que as pessoas que bebem álcool regularmente tenham também outros hábitos de vida diversos daqueles que não usam esta bebida, o que poderia influenciar nos resultados e causar confusão.

Mesmo assim, praticamente todas análises deste tipo realizada mostram que os bebedores ocasionais de álcool têm melhor saúde. E agora, uma análise muito maior do que o usual, com grande poder estatístico, vem reforçar esses achados anteriores. Dados de 333.247 participantes do estudo norte-americano NHIS, cujos participantes foram acompanhados por 8.2 anos, foram publicados, e os resultados quanto ao consumo de álcool e mortalidade estão no gráfico e na tabela abaixo.

Risco de morte de acordo com consumo habitual de álcool (sendo comparado com abstêmios, ou seja, quem bebeu menos de 12 doses de álcool em toda vida)

1

2

Ou seja, quem bebe álcool moderadamente more menos do que os abstêmios; quem bebe álcool exageradamente morre mais que os abstêmios.  Parece que a quantidade mais benéfica fica entre 7 e 8 doses por semana, desde que distribuídas ao longo da semana.

Para saber qual a quantidade da bebida de sua preferência que corresponde a esta dose semanal, basta dividir 10500 pela concentração de álcool da bebida. O resultado será o total de ml a ser consumido por semana (distribuído ao longo da semana). Se prefere saber quantos ml por dia, use 1500 em vez de 10500.

 FONTE: http://www.medscape.com/viewarticle/884463


Comentários

Deixe um Comentário